Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Relações Internacionais

Alterada em 03/05 às 15h47min

Parlamento Europeu pede adiamento das eleições na Venezuela

Órgão solicitou adiamento 'até que fiquem mais claras as credenciais democráticas da disputa'

Órgão solicitou adiamento 'até que fiquem mais claras as credenciais democráticas da disputa'


FREDERICK FLORIN/AFP/JC
O Parlamento Europeu solicitou que as eleições planejadas na Venezuela sejam adiadas, até que fiquem mais claras as credenciais democráticas da disputa. O Legislativo da União Europeia votou por 492 votos a 87, com 77 abstenções, um pedido de suspensão imediata das preparações para a disputa de 20 de maio, pedindo que as autoridades locais envolvam todas as forças democráticas do país.
O presidente Nicolás Maduro busca um segundo mandato de seis anos. No mês passado, um candidato presidencial independente, Henri Falcón, afirmou que foi agredido fisicamente por partidários do governo.
"O processo eleitoral não atende aos padrões internacionais", afirmou o parlamentar europeu Esteban Gonzalez-Pons. Segundo ele, a eleição "apenas piorará a situação política, humanitária e de direitos humanos".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia