Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de maio de 2018.
Dia da Indústria e dia do Aniversário do Jornal do Comércio.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Protestos

Alterada em 25/05 às 10h40min

Cidades de SP e MG decretam situação de emergência por falta de combustível

Greve de caminhoneiros causou desabastecimento em diversos postos de gasolina no país

Greve de caminhoneiros causou desabastecimento em diversos postos de gasolina no país


Fernando Frazão/Agência Brasil/JC
Municípios de São Paulo e de Mina Gerais, que continuam sentindo os efeitos da greve dos caminhoneiros, adotaram medidas drásticas para enfrentar a situação. Em Teófilo Otoni (MG), no Vale do Mucuri, a prefeitura decretou situação de calamidade pública. O motivo é falta de combustível, que acabou por completo na cidade e afeta serviços essenciais.
Em Botucatu (SP) o Executivo municipal decretou estado de emergência, mesma medida tomada pelo prefeito de Campinas (SP). Quem também sofre com a situação de emergência é a população de Barbacena (MG).
Os ônibus de Belo Horizonte funcionam nesta sexta-feira (25) com horários de domingo por conta da paralisação dos caminhoneiros. De acordo com a BHTrans, operadora do transporte coletivo viário da capital, isso significa viagens em número 45% menor que o previsto para um dia de semana. "Estamos monitorando as linhas e estações e solicitando viagens extras nos casos mais críticos. No momento, as estações estão com grande demanda", diz nota da empresa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia