Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 05 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

incêndio

Alterada em 05/05 às 13h41min

Corpo de vítima de incêndio em SP é liberado para sepultamento

Agência Brasil
O corpode Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, de 39 anos, foi liberado na manhã de hoje (5) pelo Instituto-Médio Legal para sepultamento. Os bombeiros encontraram o corpo ontem (4), depois de retirarem quase 10 toneladas de entulho do local onde um prédio desabou no Largo do Paissandu, zona central de São Paulo. Ricardo morreu quando já estava sendo resgatado pelos bombeiros. A identificação do corpo foi possível após realização de exame com as impressões digitais.
As buscas neste sábado se concentram em cinco pessoas desaparecidas. Selma Almeida da Silva e os dois filhos gêmeos dela, de 9 anos, Welder e Wender, além do casal Eva Silva Babosa Lima, de 42 anos, e Walmir Sousa Santos, de 47 anos.
Com a ajuda de um trator e duas escavadeiras, os bombeiros trabalham em turnos de 12 horas. Eles reviram o entulho, e o material retirado está sendo levado para uma empresa de reciclagem, no bairro da Freguesia do Ó.
Segundo o Corpo de Bombeiros, todo o trabalho é supervisionado pela equipe de buscas. A qualquer sinal de que uma possível vítima pode ser encontrada, imediatamente as máquinas param, e o trabalho passa a ser feito manualmente com a ajuda de cães.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia