Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Fórmula 1

Notícia da edição impressa de 18/05/2018. Alterada em 17/05 às 20h39min

Kimi Raikkonen afirma que Ferrari 'dará o troco' à Mercedes em Mônaco

Piloto finlandês reconhece o bom momento da escuderia rival

Piloto finlandês reconhece o bom momento da escuderia rival


/ANDREJ ISAKOVIC/AFP/JC
A Ferrari largou na frente na atual temporada da Fórmula 1 com duas vitórias. Depois, a Red Bull conseguiu subir no degrau mais alto do pódio. No entanto, nas duas últimas etapas, a Mercedes voltou a mostrar a sua força e ficou em primeiro lugar.
Após os dois dias de testes no circuito de Barcelona, o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, falou sobre a rivalidade entre as duas escuderias e a expectativa para o restante da temporada. "Até o GP da Espanha, vínhamos lado a lado, mas nessa última corrida eles pareceram ter uma maior vantagem", disse.
No GP disputado no último domingo, a Mercedes fez a dobradinha com o inglês Lewis Hamilton em primeiro e o finlandês Valtteri Bottas em segundo. As Ferraris não foram bem: Sebastian Vettel terminou em quarto e Raikkonen abandonou por problemas elétricos.
"Na corrida não parecia que estava tão ruim como vejo agora. Com certeza eles estavam fortes em Barcelona, mas acredito que tenha sido mais por conta do circuito que era favorável a eles do que por qualquer outra coisa", explicou o finlandês. "De qualquer maneira, temos que melhorar, obviamente, de olho nas próximas corridas. Vamos ver o que vai acontecer", acrescentou.
Vettel, seu companheiro de equipe, disse que espera uma Ferrari mais competitiva no GP de Mônaco, próxima etapa da temporada, no dia 27 deste mês. Na última temporada, a escuderia italiana conseguiu a dobradinha. "Levamos uma surra justa (na Espanha), mas estamos mudando tantas coisas para Mônaco. E mesmo que a gente faça um grande trabalho lá, não podemos esquecer o que aconteceu na última semana", afirmou.
Depois da dobradinha na Espanha, a Mercedes abriu 27 pontos de vantagem sobre a Ferrari no Mundial de Construtores. Já na disputa entre os pilotos, Hamilton é o líder, com 95 pontos, contra 78 de Vettel.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia