Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 07 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

Notícia da edição impressa de 08/05/2018. Alterada em 07/05 às 22h49min

Ataque colorado se aproxima de 400 minutos sem gol

Quatro jogos inteiros, mais meia hora, resultando em um total de 390 minutos: esse é o tempo que o Inter está sem marcar um gol sequer. Desde o dia 15 de abril, quando Nico López fez o segundo diante do Bahia, ninguém mais balançou as redes. Após a derrota por 2 a 0 para o Flamengo, pelo Brasileirão, o time ligou o alerta.
É consenso, porém, que o Colorado fez ao menos um jogo em que merecia mais. Diante do Cruzeiro, a produção foi satisfatória, mas o goleiro adversário brilhou. Diante do Palmeiras, o time reclamou de um pênalti não marcado em Nico López e de um gol de Leandro Damião anulado. Somam-se a estes jogos a partida de domingo diante do Flamengo e contra o Vitória, pela Copa do Brasil.
"Em casa, estamos propondo o jogo, tendo volume maior. Fora, temos dificuldades. Vamos trabalhar para melhorar esta situação, para não fazermos um jogo só defensivo, e, quando recuperarmos a bola, possamos trocar passes e ter confiança", afirmou o técnico Odair Hellmann.
Hoje pela manhã, o grupo inicia os trabalhos visando o Grenal de sábado, às 16h, na Arena. Edenilson, lesionado, segue de fora. William Potkker, suspenso, também é desfalque.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia