Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Combustíveis

28/05/2018 - 16h08min. Alterada em 28/05 às 16h08min

Padilha nega mudança na política de preços dos combustíveis

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, negou que o governo possa adotar uma nova política de preços pela Petrobras para os combustíveis, que deixariam de ter reajustes diários, passando a ser alterados com uma periodicidade pré-estabelecida.
O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, negou que o governo possa adotar uma nova política de preços pela Petrobras para os combustíveis, que deixariam de ter reajustes diários, passando a ser alterados com uma periodicidade pré-estabelecida.
Pela proposta defendida pelo ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, haveria uma política permanente de compensação à Petrobras para garantir reajustes não diários, mas num prazo mais longo. "Não se discute isso no governo", declarou o ministro Padilha ao ser questionado sobre o tema.
O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, também negou esta possibilidade. "Não tem isso", emendou Marun.