Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Agronegócios

22/05/2018 - 13h53min. Alterada em 22/05 às 13h53min

Abastecimento de alimentos nos Estados começa a ser afetado, diz Abrafrigo

A greve dos caminhoneiros, iniciada na terça-feira (21) está afetando o abastecimento em vários Estados, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). "Todo o nosso setor de matérias-primas vivas (boi, suíno, aves), e leite e o abastecimento em geral está sendo muito afetado", afirmou, em nota, o presidente executivo da entidade, Péricles Salazar, que também preside o Sindicarne do Paraná.
A greve dos caminhoneiros, iniciada na terça-feira (21) está afetando o abastecimento em vários Estados, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo). "Todo o nosso setor de matérias-primas vivas (boi, suíno, aves), e leite e o abastecimento em geral está sendo muito afetado", afirmou, em nota, o presidente executivo da entidade, Péricles Salazar, que também preside o Sindicarne do Paraná.
O executivo conta ter recebido queixas de que caminhões que transportam produtos perecíveis de empresas associadas "estão parados em várias regiões do País". De acordo com a nota distribuída, "são centenas de caminhões parados nas estradas com animais vivos, leite e produtos resfriados para serem entregues nos pontos de varejo em todo o País".
Salazar informa que a Abrafrigo e o Sindicarne-PR consideram o protesto justo diante das circunstâncias criadas pela política de preços do Petrobras. "Mas a economia não pode parar por causa disso. E o fato de as carnes serem um produto perecível agrava ainda mais a situação", reforçou.