Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Conjuntura internacional

20/05/2018 - 13h54min. Alterada em 20/05 às 13h54min

Guerra comercial com EUA foi evitada, diz imprensa chinesa

Agência Brasil
A imprensa oficial da China deu destaque aos consensos atingidos pelos negociadores deste país e dos Estados Unidos em Washington, e concluiu que evitou-se uma guerra comercial entre as duas maiores economias mundiais.
A imprensa oficial da China deu destaque aos consensos atingidos pelos negociadores deste país e dos Estados Unidos em Washington, e concluiu que evitou-se uma guerra comercial entre as duas maiores economias mundiais.
"Pequim e Washington saíram de negociações tensas e difíceis com o acordo de não se envolver em uma guerra comercial", destacou em artigo de opinião a agência de notícias oficial Xinhua, assegurando que em rodadas negociadoras anteriores o governo norte-americano tinha colocado condições prévias "nada razoáveis".
De acordo com a Xinhua, o comunicado conjunto emitido por ambos os países após a visita aos Estados Unidos do vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, destaca que "as duas maiores economias mundiais estão dispostas a evitar suas diferenças com o consenso conseguido pelos seus dois presidentes [(Xi Jinping e Donald Trump]".
"Qualquer ação unilateral às custas da outra parte estava condenada a fracassar", enfatiza o comunicado.