Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 15 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 15/05 às 18h27min

Bolsas de Nova Iorque caem, pressionadas por chance de juros mais altos nos EUA

Os mercados acionários americanos encerraram a sessão desta terça-feira (15), em baixa, em meio a dados que dão condições para que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) acelere as altas de juros nos Estados Unidos. Além disso, os investidores monitoraram as negociações comerciais entre Washington e Pequim, após o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, chegar aos EUA para conversas com autoridades americanas.
O índice Dow Jones fechou em queda de 0,78%, aos 24.706,41 pontos; o S&P 500 recuou 0,68%, aos 2.711,45 pontos; e o Nasdaq perdeu 0,81%, aos 7.351,63 pontos.
Os mercados acionários cederam, enquanto os juros dos Treasuries avançaram, após um dado de vendas no varejo que fortaleceu a perspectiva positiva sobre a economia americana. Essas vendas cresceram 0,3% no mês de abril ante março, como esperado pelos analistas. O dado de março ante fevereiro, porém, foi revisado de +0,6% para +0,8%. O indicador reforçou as apostas de altas de juros nos EUA neste ano.
Com isso, todos os 11 setores do S&P 500 fecharam em baixa. O avanço nos juros dos Treasuries implica ainda que os custos aceleram para as pessoas físicas e jurídicas no país, o que pode levar a uma reavaliação sobre os preços das ações, dizem analistas. Os juros maiores também reduzem o apetite por risco, inclusive no mercado acionário, já que investidores podem privilegiar a dívida do governo americano, nesse contexto.
O índice Dow Jones, nesse contexto, interrompeu uma sequência de oito altas. Entre algumas ações em foco, Apple teve baixa de 0,91% e Facebook caiu 1,24%, no setor de tecnologia. Entre os bancos, Citigroup subiu 0,08%, mas Goldman Sachs fechou em queda de 0,96%.
As negociações comerciais seguiram no radar, diante da expectativa do que pode acontecer entre os EUA e a China. O vice-premiê Liu He tenta nesta semana avançar no diálogo e evitar uma guerra comercial, em conversas em Washington.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia