Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 04 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Bancos

Alterada em 04/05 às 15h10min

Banco Inter nega vazamento de informações de clientes

O Banco Inter informou, por meio de um comunicado publicado nesta sexta-feira (4) que foi vítima de uma "chantagem interna" e que, por isso, acionou imediatamente as autoridades policiais. O anúncio da empresa apareceu como resposta a uma publicação do blog de notícias de tecnologia Tecmundo de que a instituição teria sido vítima de um ataque cibernético, resultando no vazamento de informações dos clientes. As ações da startup operaram em queda durante toda a manhã.
Segundo o banco, as informações não procedem. "Trata-se de notícia inverídica, com conteúdo técnico questionável e impreciso, publicada com o objetivo exclusivo de prejudicar a reputação do Banco Inter. Considerando que não houve invasão e, tampouco comprometimento dos sistemas de segurança do banco", afirma o comunicado.
As ações da primeira startup brasileira de serviços financeiros listada na Bolsa de Valores operaram em queda durante a manhã desta sexta. Na abertura do mercado, a queda nos papeis chegou a ser relacionada ao anúncio da liquidação extrajudicial do Banco Neon. No início da tarde, o Banco Central esclareceu que o decreto se referia apenas à parte bancária da empresa, o antigo Banco Pottencial, não à startup Neon Pagamentos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia