Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

aviação

03/05/2018 - 10h41min. Alterada em 03/05 às 10h41min

Embraer assina pedido firme de US$ 705 milhões com American Airlines para 15 jatos

Segundo a fabricante de aviões, as entregas devem ocorrer entre março e novembro de 2019

Segundo a fabricante de aviões, as entregas devem ocorrer entre março e novembro de 2019


embraer/DIVULGAÇÃO/JC
A Embraer anunciou nesta quinta-feira (3) ter assinado com a American Airlines contrato de US$ 705 milhões para venda de quinze jatos E175, de 76 assentos. O pedido firme considera os atuais preços de lista, e será incluído na carteira de pedidos firmes da Embraer (backlog) do segundo trimestre de 2018. Segundo a fabricante de aviões, as entregas devem ocorrer entre março e novembro de 2019.
A Embraer anunciou nesta quinta-feira (3) ter assinado com a American Airlines contrato de US$ 705 milhões para venda de quinze jatos E175, de 76 assentos. O pedido firme considera os atuais preços de lista, e será incluído na carteira de pedidos firmes da Embraer (backlog) do segundo trimestre de 2018. Segundo a fabricante de aviões, as entregas devem ocorrer entre março e novembro de 2019.
Somado aos três pedidos anteriores de E175 realizados pela companhia aérea, a American tem uma encomenda total de 89 aeronaves deste modelo. O pedido mais recente, para dez aviões, foi anunciado em outubro de 2017.
Com o novo contrato, a Embraer vendeu mais de 400 jatos do modelo E175 para companhias aéreas na América do Norte desde janeiro de 2013, concentrando mais de 80% do total de pedidos no segmento de jatos de até 76 assentos.