Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Operação Lava Jato

01/05/2018 - 12h17min. Alterada em 01/05 às 12h18min

Sem novo empréstimo, Andrade Gutierrez deixa de pagar US$ 325 mi no exterior

TCU bloqueou mais de R$ 500 milhões da empresa por irregularidades nas obras de Angra 3

TCU bloqueou mais de R$ 500 milhões da empresa por irregularidades nas obras de Angra 3


VANDERLEI ALMEIDA/AFP/JC
A Andrade Gutierrez, alvo da Lava Jato, não obteve empréstimo que negociava, o que a levou deixar em aberto o pagamento de US$ 325 milhões em bônus que venceram na segunda-feira (30). A empresa buscava recursos junto à Pimco, de acordo com fontes, para honrar esse compromisso. Na semana passada, a Andrade Gutierrez teve R$ 508 milhões bloqueados pelo Tribunal de Contas da União(TCU) por irregularidades no contrato de obras da Usina Termonuclear de Angra 3.
A Andrade Gutierrez, alvo da Lava Jato, não obteve empréstimo que negociava, o que a levou deixar em aberto o pagamento de US$ 325 milhões em bônus que venceram na segunda-feira (30). A empresa buscava recursos junto à Pimco, de acordo com fontes, para honrar esse compromisso. Na semana passada, a Andrade Gutierrez teve R$ 508 milhões bloqueados pelo Tribunal de Contas da União(TCU) por irregularidades no contrato de obras da Usina Termonuclear de Angra 3.
No mercado de dívida no exterior, investidores tinham dúvida em relação à liberação dos recursos pela Pimco em meio às informações sobre o bloqueio de bens. Comentou-se também que as perdas recentes no preço das ações da CCR poderiam prejudicar as conversas em relação ao empréstimo, que teria os papéis da CCR como garantia.
A Andrade Gutierrez segue a Odebrecht, que no dia 25 deixou de pagar R$ 500 milhões em bônus no exterior, sem conseguir fechar acordo de dinheiro novo junto a bancos. A Odebrecht tem dito que fará o pagamento antes de 30 dias.