Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

Acontece

Notícia da edição impressa de 18/05/2018. Alterada em 17/05 às 17h13min

Coletivo realiza exposição fotográfica que valoriza identidade negra

Retratos são acompanhados de depoimentos, buscando valorizar o sentimento de pertença étnico-racial

Retratos são acompanhados de depoimentos, buscando valorizar o sentimento de pertença étnico-racial


GIOVANNA LUVIZETTO E JOÃO PEDRO SILIPRANDI/DIVULGAÇÃO/JC
Realizado pelo Coletivo Quilombo de Ação Educativa e com apoio do núcleo do seminário Africanidades, entra em cartaz nesta sexta-feira (18) Tornar-se negro, que apresenta imagens de estudantes negros. Até 17 de junho, no Memorial do Rio Grande do Sul (Sete de Setembro, 1.020), o público pode conferir a exposição fotográfica com entrada franca.
Os cerca de 40 retratos são acompanhados de depoimentos, buscando valorizar o sentimento de pertença étnico-racial e a afirmação da identidade negra. Os coordenadores são Giovanna Luvizetto, João Pedro Siliprandi e José Ernesto Melo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia