Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 13 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 14/05/2018. Alterada em 13/05 às 21h07min

Frases e personagens

Vitor Augusto Koch

Vitor Augusto Koch


JOÃO ALVES/DIVULGAÇÃO/JC
"A aprovação do cadastro positivo pela Câmara dos Deputados é um avanço importante para estimular competição no mercado de crédito e favorecer os consumidores." Vitor Augusto Koch, presidente da FCDL-RS.
"Atualmente, o bom pagador é penalizado pelo consumidor inadimplente, fazendo com que os juros sejam elevados para todos, independentemente do seu comportamento financeiro. O cadastro positivo vai possibilitar que o consumidor seja analisado pelo seu próprio histórico de pagamentos." Também Vitor Augusto Koch.
"O pleito de 2018 corre o risco de ser marcado por uma profunda polarização do eleitorado. Não é uma mera polarização, no sentido de rivalidade partidária. O risco é de uma cisão profunda, que chega, algumas vezes, às raias da violência." Eunício Oliveira (PMDB), presidente do Senado.
"No rol de preocupações do TSE, estão a disseminação deliberada de notícias falsas sobre os concorrentes e o estímulo à cultura de intolerância pelas legendas com quem pensa de forma diferente. O ódio político não convive bem com a democracia." Admar Gonzaga, ministro do TSE.
"É estarrecedor o memorando da CIA que revela autorização do ex-presidente Ernesto Geisel para execuções de opositores ao regime militar no Brasil." Pedro Dallari, último coordenador da Comissão Nacional da Verdade.
"O documento que informa que o presidente Ernesto Geisel tinha controle sobre o assassinato de opositores da ditadura militar traz um fato novo extremamente grave à discussão sobre o período. É necessário investigar para que a sociedade conheça a verdade." Claudio Lamachia, presidente nacional da OAB.
"O documento da CIA que contesta a imagem do ex-presidente Ernesto Geisel de defensor da abertura política e o acusa de ter endossado a execução de presos políticos, é inteiramente fantasioso. Não vale um tostão furado." Gilberto Pimentel, presidente do Clube Militar.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia