Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 10 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 11/05/2018. Alterada em 10/05 às 21h13min

Frases e personagens

"A situação de fraude na Carris não é uma surpresa, mas uma revelação, e é muito grave. Como uma fraude pode ter sido mantida por dois anos sem a gestão ter tido conhecimento do desvio de quase R$ 2 milhões em nome de uma pessoa morta? Desmonta uma propriedade pública e fortalece a ideia de que uma empresa não pode ser estatal, tem que ser privada." Roberto Robaina (PSOL), vereador de Porto Alegre.
"A bancada do PMDB não tem relação com a fraude na Carris. O envolvido foi exonerado e será proposta a sua expulsão do partido. O valor do desvio até agora é de R$ 1,7 milhão e foi constatado que R$ 9 mil foram utilizados em campanhas de 2014 e 2016 do PMDB. Nós apoiamos o avanço das investigações a fim de achar os responsáveis." André Carús (PMDB), vereador.
"A Frente Parlamentar Antidrogas terá a tarefa de analisar as leis existentes que regulam as políticas públicas de enfrentamento à drogadição, propondo alterações que forem necessárias, bem como poderá elaborar propostas de novas legislações para esta área da saúde pública." Dr. Thiago Duarte (DEM), presidente da frente.
"A ideia de formação de uma frente surgiu como forma de debater e enfrentar os problemas relacionados à drogadição na Capital. A rede de atendimento está muito aquém, e oferece quase nada em prevenção e inserção. Cerca de 4 mil pessoas vivem nas ruas da Capital, e quase a totalidade delas é dependente de drogas, além de muitas também terem doenças mentais." Letícia Rodrigues, presidente do Conselho Municipal de Drogas de Porto Alegre. 
"Sancionada pela princesa Isabel no dia 13 de maio de 1888, a Lei Áurea aboliu a escravidão, após mais de três séculos de trabalho forçado no Brasil. Não há motivo algum para celebrar. O Brasil foi o último país do Ocidente a abolir a escravidão." Lilia Moritz Schwarcz, professora e historiadora.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia