Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de junho de 2018.
Dia Mundial da Ecologia e do Meio Ambiente.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

LEITURA

Notícia da edição impressa de 06/06/2018. Alterada em 05/06 às 17h52min

Origem das riquezas e pobrezas das nações

Escrito pelo economista Paulo Gama, Complexidade Econômica usa diversos dados e estudos de comércio internacional para investigar as causas do desenvolvimento econômico ou da riqueza das nações. Ele se divide em três partes. O primeiro bloco percorre um caminho que parte do insight original de Adam Smith, de que a divisão do trabalho está na origem da riqueza das nações, passa pelas contribuições seminais dos antigos economistas do desenvolvimento sobre o tema e desemboca na atual contribuição de R. Hausmann e C. Hidalgo, que trabalham com a complexidade econômica.
A segunda parte traz experiências de desenvolvimento em países hoje considerados ricos, com destaque para a Europa e os Estados Unidos. Trata também do mundo emergente, enfatizando casos do Leste Asiático e da América Latina. Os estudos de caso de países e regiões ilustram o potencial da abordagem que é apresentado, sem pretender, obviamente, esgotar a discussão sobre a história dos (des)caminhos que levaram esses países ao sucesso ou ao fracasso.
Na terceira etapa da leitura, é destacado os possíveis caminhos para se construir a complexidade em busca do desenvolvimento econômico. Trata, portanto, da questão da política econômica em mais detalhes. Todos os países hoje ricos são complexos do ponto de vista econômico. Em algum momento de sua história foram capazes de dar o salto de produtos simples para produtos complexos. Não existe uma receita pronta que indique ações para se construir complexidade e atingir o desenvolvimento.
A obra Complexidade Econômica se dirige a iniciantes em estudos de economia. O texto tem um tom informal, para incentivar o leitor a pesquisar mais sobre os temas tratados, estimular o debate e tornar a leitura mais interessante. As análises e discussões são simples, diretas e atuais, mas com forte em-basamento teórico e empírico, além de trazerem recomendações de leitura adicional. O objetivo é motivar o leitor a seguir explorando os conceitos e ideias apresentados a partir da discussão de temas do dia a dia.
Complexidade Econômica; Paulo Gama; Editora Contraponto; 144 páginas; R$ 35,20
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia