Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2018

23/04/2018 - 14h30min. Alterada em 23/04 às 14h29min

Em carta ao PT, Lula se diz feliz com pesquisa e pede liberdade

Lula escreveu que o STF deve lhe absolver 'não porque ele é candidato, mas porque é inocente'

Lula escreveu que o STF deve lhe absolver 'não porque ele é candidato, mas porque é inocente'


MIGUEL SCHINCARIOL/AFP/JC
A presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), leu nesta segunda-feira (23), uma carta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva endereçada aos membros do Diretório Nacional do partido, que está reunido em Curitiba. Segundo ele, 2018 é muito importante para o partido, para a esquerda e para a democracia."Para mim, quero minha liberdade".
Na carta, cuja leitura foi parcialmente reproduzida na página do ex-ministro Alexandre Padilha, Lula se diz feliz com o resultado de pesquisas de opinião que o mantêm na liderança da corrida presidencial.
"Tem insinuações de que se não for candidato, se não tiver holofote e de que se não falar contra a condenação, será mais fácil a votação a meu favor. A Suprema Corte não tem que me absolver porque sou candidato, porque vou ficar bonzinho. Tem que votar porque sou inocente". Lula encerra a carta afirmando que "a luta continua".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Geraldo Gomes 23/04/2018 16h09min
Teriam que quebrar todas as leis e perdoar todos os presos para poderem saltar o Lula.