Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

18/04/2018 - 12h21min. Alterada em 18/04 às 12h21min

Em vídeo à TV Al Jazeera, Gleisi pede apoio para libertar Lula

Lula aparece na matéria da Al Jazeera em eventos com multidão antes de ser preso

Lula aparece na matéria da Al Jazeera em eventos com multidão antes de ser preso


Al Jazeera/Reprodução/Divulgação/JC
A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), gravou um vídeo para a rede de TV Al Jazeera, veiculado nesta terça-feira (17) e disponível no canal da rede no YouTube, no qual denuncia que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria um "preso político" no Brasil. Na gravação, Gleisi diz que "o objetivo da prisão é não permitir que Lula seja candidato na eleição deste ano" e convida "a todos e a todas" a se juntarem à campanha pela libertação do ex-presidente.
A senadora ressalta também que Lula é "um grande amigo do mundo árabe" e que em seu governo o comércio com a região "se multiplicou por cinco". "Ao longo da história, o Brasil recebeu milhões de árabes e palestinos, mas Lula foi o único presidente que visitou o Oriente Médio", destacou a parlamentar.
> Confira a declaração de Gleisi Haffmann à rede Al Jazeera 
Gleisi afirma que Lula teria sido condenado "por juízes parciais num processo ilegal". "Não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas. A TV Globo, que domina a mídia no Brasil, fez uma campanha de mentiras contra Lula. A Globo está pressionando o Judiciário brasileiro a não conceder a liberdade a Lula, apesar de ela estar prevista na Constituição. Isso fere os direitos humanos e fere a democracia brasileira", disse.
A presidente do PT reforçou o discurso e que a prisão de Lula é a continuidade do "golpe" que se iniciou em 2016, com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. "Ela não cometeu nenhum crime, assim como Lula também não cometeu. É um preso político. Ele é inocente."
Em seguida, a senadora diz que "o governo golpista (do presidente Michel Temer) está retirando direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro e liquidando com o patrimônio nacional", que as reservas de petróleo estão sendo entregues a multinacionais e que "a política externa passou a ser ditada pelo Departamento de Estado norte-americano".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Deni 20/04/2018 09h14min
Essa senhora é um louca, tem que ser interditada e destituída do cargo que ocupa.
Júlio César Cardoso 18/04/2018 22h47min
nA matéria é muito grave diante de assuntos internos nacionais que a senadora Gleisi Hoffmann resolveu divulgar na TV árabe de forma divorciada da realidade de nossa democracia, em que as instituições funcionam em perfeita harmonia com o Estado Democrático de Direito.nCom graves riscos de incitação ao mundo árabe contra o Brasil e a nossa democracia, a senador Gleisi Hoffman tem que ser levado ao Conselho de Ética, pois ela desafia o Judiciário brasileiro.
CARLOS 18/04/2018 16h51min
É os órgão institucionais do país q foram arrolados na mentira não vão tomar uma providência ou irão pagar este vale como verdadeiro?
Sergio 18/04/2018 14h05min
Segundo consta, até brinquedos de filhos, consertos de eletrodomésticos, etc. eram pagos com dinheiro de propina no que se refere a dita cuja..