Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 22 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

09/04/2018 - 15h41min. Alterada em 09/04 às 15h32min

Abaixo-assinado com candidatura de Lula ao Nobel da Paz junta 100 mil assinaturas em 5 horas

Iniciativa é do ativista argentino Adolfo Pérez Esquivel (d), que recebeu a honraria em 1980

Iniciativa é do ativista argentino Adolfo Pérez Esquivel (d), que recebeu a honraria em 1980


RICARDO STUCKERT/INSTITUTO LULA/DIVULGAÇÃO/JC
Folhapress
Um abaixo-assinado eletrônico em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Prêmio Nobel da Paz já conseguiu juntar quase cem mil assinaturas em cinco horas. Às 15h, havia 98.685 apoios à campanha. A meta é chegar a 150 mil assinaturas. A iniciativa é de Adolfo Pérez Esquivel, argentino que ganhou o Nobel da Paz em 1980 pela defesa dos direitos humanos na América Latina. Ele se define como um ativista da não-violência ativa.
Lula está preso desde sábado (7) na superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Ele começou a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão, imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) e após sofrer duas derrotas no Supremo Tribunal Federal, na quarta (4) e no sábado.
Esquivel diz no texto do abaixo-assinado que vai apresentar a candidatura de Lula ao Nobel da Paz por ele ter reduzido a fome e a desigualdade nos seus governos como presidente do Brasil, entre 2003 e 2010. O ativista cita alguns dados para tentar mostrar a importância do governo Lula nas questões da fome, renda, emprego e educação.
Segundo o texto de Esquivel, a porcentagem dos que viviam com menos de US$ 3,10 por dia (o equivalente a cerca de R$ 10) caiu de 11% em 2003 para 4% em 2012. Houve a criação de 15 milhões de empregos nos governos de Lula e a taxa de desemprego caiu 50%, ainda de acordo com a defesa feita pelo ativista.
"O governo Lula foi uma construção democrática e participativa com meios não violentos que elevou o nível de vida da população e deu esperanças aos setores mais necessitados. O mundo reconhece que houve um antes e um depois na história do desigual Brasil após a Presidência de Luiz Inácio da Silva. A contribuição de Lula da Silva para a paz está entre os feitos mais concretos da vida do povo brasileiro."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários