Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2018

Notícia da edição impressa de 06/04/2018. Alterada em 05/04 às 21h44min

Pedetista Jairo Jorge terá candidato a vice do PV na corrida ao Piratini

Empresário Cláudio Bier (d) se filiou para concorrer na chapa de Jairo Jorge

Empresário Cláudio Bier (d) se filiou para concorrer na chapa de Jairo Jorge


WILSON CARDOSO/DIVULGAÇÃO/JC
Diego Nuñez
O PDT foi o primeiro partido a definir o candidato a vice para o governo estadual. Cláudio Bier se filiou ao PV na quinta-feira à tarde, em evento no plenarinho da Assembleia Legislativa de Porto Alegre, para compor a chapa de Jairo Jorge (PDT).
Bier é presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas Agrícolas do Rio Grande do Sul (Simers) e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs). O empresário disse que acredita "não levar muito jeito" para a política, mas que sempre criticou empresários e ele mesmo por não participar dela. "Achávamos que políticos eram maus políticos, mas não saíamos da nossa área de conforto", disse. Para Bier, a classe empresarial tem muito a contribuir para política por seu caráter administrador.
A nova chapa assumiu um compromisso de desburocratização e de redução da carga tributária em seu discurso, como garantiu Jairo. "Quando uma empresa tem mais condições de trabalhar, ela traz mais resultados ao governo", apontou Bier. O empresário ainda disse que "vamos seguir o que o governador (José Ivo) Sartori (PMDB) está fazendo de bom", quando perguntado sobre o Regime de Recuperação Fiscal.
A vontade do PDT é de construir uma "chapa majoritária" para a disputa do Estado, como colocou Jairo Jorge, que declarou "querer muito uma aliança com o PSB", dizendo ter se reunido com o presidente estadual do partido, o deputado federal José Stédile.
O PDT abriria mão de candidaturas próprias para o Senado para fechar essa aliança: "estive ontem também com o (ex-prefeito da Capital José) Fotunati (PSB) e com o Beto Albuquerque (PSB) e externei que nós abríamos a possibilidade de os dois serem candidatos a nossa legenda a senador", disse Jairo Jorge.
Na expectativa de formar uma grande coligação, Jairo Jorge ainda citou partidos como o SD, PSC, PRB e PR. "Com um conjunto de forças políticas, nós temos condições, sim, de criar um novo caminho para o Rio Grande do Sul".
Outro político que oficializou sua candidatura ao PV foi o filho de Bier, Mano Changes, que, até então, estava no PP. O vocalista do Comunidade Nin-Jitsu e ex-deputado estadual de dois mandatos disse que se decepcionou. "A direita no Brasil ficou muito conservadora - ao mesmo tempo que você tem conceitos liberais e de eficiência, você tem uma prática, às vezes, racista, sexista, e cansei disso."
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia