Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 25/04 às 12h48min

Trump se diz aberto para negociar novo acordo nuclear com o Irã

O presidente americano já fez advertências sobre o que espera e deve sair do acordo no mês que vem

O presidente americano já fez advertências sobre o que espera e deve sair do acordo no mês que vem


NICHOLAS KAMM/AFP/JC
Agência Brasil
O presidente Donald Trump afirmou na terça-feira (24) que quer procurar um terreno comum com a França para negociar um novo acordo nuclear com o Irã. A afirmação foi feita após um encontro com o presidente francês, Emmanuel Macron, durante sua visita a Washington. Desde que assumiu o mandato no ano passado, Trump afirmou querer romper o acordo nuclear firmado, que descreveu hoje como "insano" e "ridículo".
Depois da reunião, Trump disse que os dois presidentes tiveram conversas mais importantes sobre o Irã do que qualquer outro assunto. Trump repetiu suas críticas ao acordo que suspendeu o programa nuclear iraniano dizendo que ele não aborda o programa de mísseis de Teerã. Também disse que os Estados Unidos e França estão começando a entender um ao outro quanto à necessidade de conter o Irã. Na vista aos Estados Unidos, Macron defendeu a permanência dos Estados Unidos no acordo, e afirmou que deseja trabalhar em novos termos para substituir o atual por um acordo que leve em conta as sugestões de Trump.
O presidente norte-americano já fez advertências sobre o que espera do Irã e afirmou que sairá do acordo no mês que vem. "Se eles reiniciarem seu programa nuclear, terão problemas maiores do que jamais tiveram antes", disse Trump, durante o encontro com Macron. Trump pode decidir no mês que vem se vai retomar sanções econômicas ao Irã, retirando-se efetivamente do acordo multilateral. Mas, no final de semana, ele também deverá tratar do tema com a chanceler alemã, Angela, Merkel que também terá uma agenda na Casa Branca na sexta-feira (27). Macron começou a visita de três dias na segunda-feira (23) com um jantar. Na terça-feira (24), os dois tiveram encontros bilaterais onde também discutiram a balança comercial franco-americana e questões como o conflito na Síria. Amanhã (25), ele visitará o Congresso.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia