Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

limpeza urbana

11/04/2018 - 08h30min. Alterada em 11/04 às 08h30min

Coleta de lixo é parcialmente retomada em Porto Alegre

Situação deve ser normalizada somente na quinta-feira

Situação deve ser normalizada somente na quinta-feira


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Após a paralisação total de um dia na coleta de lixo de Porto Alegre, o serviço foi retomado parcialmente durante a madrugada desta quarta-feira (11). Na noite de ontem, após quase 24 horas de paralisação dos trabalhadores da prestadora do serviço, a coleta foi novamente interrompida por queixas de ameaças que uma equipe com veículos e garis teria sofrido no Centro Histórico.
O secretário de Serviços Urbanos da Capital, Ramiro Rosário, informou que no início da manhã desta quarta 12 caminhões haviam saído às ruas para a coleta. A previsão da Belém Ambiental (BA), empresa que presta o serviço, é de que todos os 47 caminhões de coleta e os 17 de focos de lixo estejam nas ruas hoje, escreveu Rosário no Twitter.
De acordo com a secretaria, o DMLU segue com uma operação especial com 15 equipes e caminhões próprios para amenizar o impacto da paralisação da empresa. Essas equipes atuam no recolhimento do passivo nos roteiros de coleta e no combate a focos de lixo, especialmente no Centro Histórico.
A estimativa é que em até 24h, ou seja, na quinta-feira (12), o sistema esteja normalizado em todos os bairros de Porto Alegre. De acordo com a secretaria, a paralisação indevida da coleta e o serviço parcial poderão causar sanções contratuais à empresa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Paulo Tavares 11/04/2018 09h54min
A cidade está jogada "às traças", sem capina, lixo espalhado por todo lado, e o cidadão segue pagando os serviços do DMLU via IPTU. Isso quando a prefeitura não resolve multar o cidadão por "descarte irregular de lixo", isso por não ter feito o serviço pelo qual pagamos.