Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 22 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 22/04 às 19h08min

Com um a menos, Fluminense segura pressão e derrota o Cruzeiro no Maracanã

O Fluminense conquistou neste domingo uma vitória heroica, a primeira no Campeonato Brasileiro. Com um jogador a menos desde os 14 minutos do primeiro tempo - o lateral-direito Gilberto foi expulso -, o time carioca superou o Cruzeiro por 1 a 0, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada.
Estes foram os três primeiros pontos do Fluminense, que respira mais aliviado após a perda do título do Campeonato Carioca e a eliminação na Copa do Brasil. O clube se afastou das últimas colocações e figura em posição intermediária, com três pontos.
Em compensação, a pressão recai toda sobre o Cruzeiro, que conheceu a segunda derrota em dois jogos e amarga a zona de rebaixamento. Agora, o técnico Mano Menezes se vê obrigado a vencer a Universidad de Chile, nesta quinta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, pela Copa Libertadores, para não ver o clube entrar em crise.
A proposta inicial do Fluminense era marcar em cima e pressionar a saída de bola do Cruzeiro. E a estratégia deu certo até aos 14 minutos, quando Gilberto acertou o pé na cabeça do atacante Sassá. Sem titubear, o árbitro paulista Flávio Rodrigues de Souza deu o cartão vermelho direto diante das reclamações tricolores.
Com um jogador a menos, o clube das Laranjeiras precisou diminuir o ímpeto dos primeiros minutos. Para sorte dos mandantes, o time mineiro também não conseguiu impor o seu jogo e a partida se arrastou sem grandes emoções até o final da etapa
No segundo tempo, o Fluminense teve a sorte de balançar as redes ainda no início. Aos três minutos, o meia Sornoza cobrou falta na área e o zagueiro Gum desviou. A bola pegou no zagueiro Dedé e no rosto do jovem atacante Pedro antes de balançar as redes.
Apesar do homem a mais, o Cruzeiro seguiu com enormes dificuldades em finalizar na meta de Júlio César. A melhor oportunidade aconteceu aos 32 minutos. O meia uruguaio Arrascaeta desviou uma bola na trave direita de Júlio César. Na sobra, Dedé chutou e o zagueiro Frazan salvou em cima da linha.
No próximo domingo, às 16 horas, o Fluminense volta campo para enfrentar o São Paulo, novamente no estádio do Maracanã. Já o Cruzeiro visita o Internacional, no mesmo dia, às 19 horas, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Antes, recebe a Universidad de Chile, nesta quinta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia