Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

sistema financeiro

17/04/2018 - 13h53min. Alterada em 17/04 às 13h52min

Indicada à diretoria de Administração do BC faz apresentação em sabatina na CAE

A indicada para a diretoria de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, fez apresentação nesta terça-feira, em sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. "Dedicarei meus melhores esforços para ajudar o Banco Central a manter a inflação sob controle. Inflação baixa e estável é a única maneira de garantir que o poder de compra do salário do trabalhador seja preservado", afirmou, em sabatina na comissão.
A indicada para a diretoria de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, fez apresentação nesta terça-feira, em sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. "Dedicarei meus melhores esforços para ajudar o Banco Central a manter a inflação sob controle. Inflação baixa e estável é a única maneira de garantir que o poder de compra do salário do trabalhador seja preservado", afirmou, em sabatina na comissão.
Para a indicada a diretora, a gestão da instituição tem conduzido o atual ciclo de relaxamento monetário de forma segura, com expectativas ancoradas, minimizando os riscos, para que o processo desinflacionário seja sustentável ao longo do tempo.
"Reduzir incertezas sobre o futuro ajuda nas decisões de investimento e de consumo, diminui custos de financiamento, criando melhores condições para o crescimento sustentado da economia", completou.
Carolina acrescentou que, com o fim da recessão, a inflação sob controle e com a queda da taxa básica de juros, ocorreu naturalmente uma redução de riscos à economia. "O sistema financeiro também se apresenta sólido e mantém capacidade para absorver perdas em cenários de estresse", avaliou.
Ela destacou as iniciativas da Agenda BC+ e se comprometeu a trabalhar para o avanço das medidas estruturais que vêm sendo propostas pela instituição no sentido da redução do custo de crédito e no aumento da eficiência do sistema financeiro.
Carolina também relatou a sua experiência de 17 anos na instituição. Com graduação em administração, pós-graduação em administração financeira e mestrado em administração pública, Carolina está no Banco Central desde 2000. Ela já ocupou os cargos de chefia de gabinete da presidência do órgão e da própria diretoria de administração. Desde setembro de 2012, é chefe do departamento de comunicação da autoridade monetária.
"A natureza dessas atividades relacionadas à gestão e governança da instituição me proporcionou visão ampla acerca da necessidade de otimizar a utilização dos recursos públicos, com o objetivo de alcançar os melhores resultados em benefício da sociedade", afirmou a indicada.
Além de participar das decisões colegiadas de política monetária do BC, a diretoria de administração é responsável por recursos humanos, recursos materiais e administração predial, gestão financeira e orçamentária, planejamento, educação corporativa e pelo provimento de cédulas e moedas ao País.