Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

Alterada em 06/04 às 10h37min

CDP revela plano de comprar fatia de até 5% na Telecom Italia

A Cassa Depositi e Prestiti (CDP), empresa estatal italiana, anunciou que planeja adquirir uma fatia de até 5% na Telecom Italia, num gesto que é considerado positivo para o fundo ativista Elliott Management em sua luta de poder com a Vivendi.
A CDP revelou que planeja comprar a participação no longo prazo e de forma gradual. Com base no preço de fechamento da ação da Telecom Italia ontem, a fatia de 5% corresponderia a um investimento de cerca de 600 milhões de euros (US$ 735,4 milhões).
A iniciativa da CDP na Telecom Italia pode ajudar a Elliott a desafiar a Vivendi, segundo analistas do ING e Bryan Garnier. A Elliot amealhou uma fatia de mais de 5% na Telecom Italia e vem fazendo pressão para alterar a diretoria da empresa, num confronto diretor com a francesa Vivendi, que detém quase 24% da operadora de telecomunicações italiana.
Por volta da 8h50min (de Brasília), a ação da Telecom Italia operava em alta de 3,2% na Bolsa de Milão, ampliando ganhos de ontem, quando surgiram rumores sobre o plano da CDP. "o governo italiano e reguladores se mostraram bastante favoráveis ao projeto da Elliott, se opondo à estratégia da Vivendi e a sua crescente influência na empresa", afirmou o Bryan Garnier em nota.
Separadamente, a Vivendi revelou ontem à noite uma lista de dez candidatos para a diretoria da Telecom Italia, liderada pelo executivo-chefe da empresa, Amos Genish. Cinco dos candidatos são totalmente independentes, segundo os termos regulatórios do país, informou a Vivendi.
A lista será apresentada durante uma reunião de acionistas da Telecom Italia, prevista para 4 de maio. A Telecom Italia é controladora da TIM Brasil. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia