Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 01 de abril de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Balanços

Notícia da edição impressa de 02/04/2018. Alterada em 01/04 às 20h39min

BRDE viabiliza investimentos de R$ 4 bilhões em 2017

Banco do fomento da região Sul obteve lucro de R$ 118 milhões

Banco do fomento da região Sul obteve lucro de R$ 118 milhões


BRDE/BRDE/DIVULGAÇÃO/JC
O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) publicou o seu balanço referente ao exercício de 2017 no Diário Oficial do Estado do dia 29 de março.
Os dados demonstram que os R$ 2,2 bilhões que contratou em 5.137 operações de crédito, somados aos recursos dos empreendedores, viabilizaram investimentos de R$ 4,071 bilhões em grandes e pequenos negócios na Região Sul. Este desempenho criou ou manteve 33.065 empregos diretos e indiretos no período, 17.925 deles no Rio Grande do Sul que respondeu por R$ 903 milhões das contratações do banco no ano.
O BRDE obteve lucro de R$ 118 milhões, ante os R$ 117,6 milhões obtidos no ano anterior, e alcançou Patrimônio Líquido superior a R$ 2,5 bilhões, com R$ 17,2 bilhões de Ativo Total. O índice de inadimplência da sua carteira de crédito foi de 3,05%, enquanto que o Sistema Financeiro Nacional registrava 3,25%.
No plano operacional, o BRDE se destacou no ranking nacional dos agentes repassadores de recursos do Bndes. O diretor-presidente do BRDE, Orlando Pessuti, ressalta que "o banco foi o primeiro colocado em desembolsos nos estados do Sul, com 14,7% dos totais na região. Considerando as instituições financeiras de todo o Brasil, o BRDE foi o sexto no volume de operações de crédito indiretas contratadas com recursos do Bndes". O ambiente recessivo e o estreitamento dos recursos disponibilizados por seu principal fornecedor de funding, o Bndes, motivaram o recuo do valor contratado em relação a 2016 (R$ 3,008 bilhões).
O BRDE também se destacou como o maior repassador nacional de recursos do Programa Inovacred, da Finep, que financia projetos de inovação. Chegou ao valor histórico de R$ 196,1 milhões, o que equivale a 31,7% do total do País. Além disso, Em 2017, o BRDE firmou 220 operações de reestruturação de dívidas da ordem de R$ 182,1 milhões.
De um total de 4.744 clientes que realizaram operações de crédito com o banco, 79% eram Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs). O valor médio de contratação foi de R$ 463 mil por cliente.
No Rio Grande do Sul, foram realizadas 1.177 contratações, que totalizaram R$ 903 milhões. Destacam-se os investimentos em geração de energia, que corresponderam a R$ 312 milhões, mais de um terço do total contratado, assim distribuídos: energia eólica (R$ 230 milhões); biomassa (R$ 35 milhões); carvão (R$ 32 milhões) e PCHs (R$ 15 milhões). O segmento de Inovação totalizou R$ 31 milhões.
No setor cooperativo gaúcho, o BRDE apoiou 19 cooperativas, com R$ 229 milhões em contratações, sendo R$ 154 milhões destinados à agricultura familiar. Esses investimentos beneficiaram mais de 300 mil famílias gaúchas.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia