Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 18 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2018

Notícia da edição impressa de 19/03/2018. Alterada em 18/03 às 21h31min

PP deixa hoje pasta dos Transportes e direção do IPE

Dando sequência ao desembarque do governo do Estado iniciado na quinta-feira passada, com a saída de Ernani Polo (PP) da Secretaria da Agricultura, o PP deixa vagas hoje a Secretaria dos Transportes e a diretoria do Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul (IPE), ocupadas, respectivamente, pelo deputado estadual Pedro Westphalen e por Otomar Vivian, ex-prefeito de Caçapava do Sul. 
Apesar de o prazo final para a permanência do PP na gestão do governador José Ivo Sartori (PMDB) ter sido marcado para 15 de janeiro, a saída definitiva da sigla foi condicionada pela sanção aos projetos de lei que dividiram o IPE em duas novas autarquias, o IPE Prev e o IPE Saúde. Até o início da noite de domingo, o horário da assinatura dos projetos ainda não constava da agenda oficial do governador.
Com o desembarque, o PP fica livre para oficializar um nome próprio para a sucessão ao Piratini, que acontecerá em 24 de março. Disputam previamente o posto o deputado federal gaúcho Luis Carlos Heinze e Antônio Weck, que serão escolhidos por cerca de 2,8 mil filiados, de 471 municípios gaúchos.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia