Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

12/03/2018 - 11h22min. Alterada em 12/03 às 11h26min

Wesley Batista é hostilizado em restaurante em São Paulo

Wesley foi alvo de manifestação na tarde deste domingo, durante o horário do almoço

Wesley foi alvo de manifestação na tarde deste domingo, durante o horário do almoço


EVARISTO SÁ/AFP/JC
Folhapress
Vídeos que circulam na internet mostram o empresário Wesley Batista, sócio da JBS, sendo hostilizado por clientes em um restaurante no Itaim Bibi, bairro da zona sul de São Paulo. Segundo o estabelecimento, a manifestação aconteceu na tarde deste domingo (11), durante o horário do almoço. O empresário deixou o local logo após o ato.
Wesley está em liberdade desde 21 de fevereiro, após habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ), no caso da prisão por insider trading, uso de informação privilegiada para manipular o mercado de ações. No restaurante, o empresário foi confundido com o irmão, Joesley Batista, dono daJ&F, solto na sexta-feira (9) após decisão da Justiça de Brasília. Os clientes gritaram "fora, Joesley", "ladrão" e "palhaço". A reportagem não conseguiu contato com a assessoria da JBS.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia