Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Eleições 2018

Notícia da edição impressa de 09/03/2018. Alterada em 08/03 às 22h16min

Alckmin evita polarizar com DEM e promete 'suar a camisa' na disputa

Ao comentar o lançamento da pré-candidatura de Rodrigo Maia (DEM) à presidência da República, o governador paulista e pré-candidato pelo PSDB ao Planalto, Geraldo Alckmin, evitou polarizar com o presidente da Câmara e repetiu que "tem o que mostrar" na campanha.
Ainda de olho em uma aliança com o DEM, Alckmin elogiou Rodrigo Maia e reforçou que o PSDB sempre teve "estima" pelos quadros do partido. "É sempre bom mantermos diálogo, termos ponte, não é eleição só para presidente, temos para governador, senador, deputados".
Alckmin relatou que conversou com o senador José Agripino (RN) e o parabenizou pelo trabalho feito no DEM. O governador disse que ligaria hoje para o prefeito de Salvador, ACM Neto, que assumiu o comando nacional da legenda.
Sobre o pré-candidato, Alckmin citou que Maia "é uma boa liderança dessa geração mais nova" e que os dois sempre conversam.
Alckmin afirmou que vai "suar a camisa" para chegar ao segundo turno e que o povo é quem mais ganha com as candidaturas.
"O que nós vamos discutir é o futuro do Brasil. Eu tenho o que mostrar. Muitas vezes, na política, entre o falar e o fazer há um abismo. Nós fizemos aqui em São Paulo num período muito difícil", disse o governador, quando perguntado sobre qual cenário aposta para o segundo turno.
Questionado se Maia "tem o que mostrar", Alckmin disse apenas que o presidente da Câmara é "um grande quadro".
Antes de lançar sua pré-candidatura, Maia teceu críticas ao PSDB e a Alckmin, dizendo que a rejeição ao partido está prejudicando a imagem do governador.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia