Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Municipalismo

Notícia da edição impressa de 02/03/2018. Alterada em 01/03 às 20h54min

Confederação Nacional dos Municípios elege novo comando

Bruna Suptitz
A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) conseguiu reverter o efeito de duas liminares que tentavam impedir o processo de eleição, que acontece nesta sexta-feira e irá escolher a diretoria que comandará a entidade pelos próximos três anos.
As decisões, concedidas pela Justiça Federal de Brasília, atendiam a ações movidas pelas prefeituras de Esteio e de Farroupilha, que questionavam a forma de obtenção de assinaturas que referendam as chapas. Pelo regimento da entidade, para inscrever uma chapa é preciso comprovar o apoio, por escrito, de 10% dos filiados - atualmente, 4.460 municípios.
A ação movida por Esteio foi retirada, cessando assim os efeitos da liminar; já a outra teve a decisão liminar cassada na segunda-feira. Com uma chapa inscrita, a eleição é realizada por meio eletrônico. A data do pleito não sofreu alteração em relação ao calendário original.
"A entidade procurou pautar todo o processo eleitoral dentro do que prevê o estatuto. Entrar com ação é direito de quem não esteja satisfeito com o processo", declarou o atual presidente da CNM, Paulo Ziulkoski (PMDB). Ele não concorre à reeleição e apoia a única chapa inscrita, liderada pelo gaúcho Glademir Aroldi (PP), ex-prefeito de Saldanha Marinho, que contou com o apoio de mais de 1,2 mil prefeituras.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia