Preferência mais alta continua com o JC e Tramontina cresce na hora da compra

Quando o recorte muda para o lado da preferência, percebe-se algumas alterações em relação às marcas listadas com os 10 maiores índices de lembrança. Coca-Cola, GM e Tintas Renner ficam de fora deste ranking, entrando Ipiranga, Panvel e Sicredi. O mais alto índice de preferência foi obtido, novamente, pelo Jornal do Comércio, que recebeu 72,1% das indicações dos gestores e executivos de negócios pesquisados pela Qualidata. Esse resultado é 2,6 pontos percentuais menor que o alcançado em 2017. Quem continua com o segundo maior de preferência é a Unimed, registrando 68,8%, significando um crescimento de 3,8 pontos percentuais em relação ao seu resultado anterior. A Tramontina, que na tabela ao lado tem o sexto maior nível de lembrança, sobe para a terceira posição no ranking das 10 marcas com maiores níveis de preferência. Marcou 56,8%, acrescentando 8,6 pontos percentuais sobre o resultado que havia obtido em 2017. Essa é a maior taxa de crescimento entre as 10 marcas com maiores índices de preferência.
A pesquisa feita pela Qualidata revela que nesse recorte das 10 Mais na Preferência, apenas três marcas apresentaram variação positiva: Tramontina ( 8,6 pontos percentuais), Unimed ( 3,8 pontos percentuais) e Rádio Gaúcha ( 3,6 pontos percentuais. Sete marcas apareceram com pontuações menores. Pela ordem: Gramado e Panvel, cada uma com 9,2 pontos percentuais a menos, Vivo (-5,4 pontos percentuais), Sicredi (-4,2 pontos percentuais), Ipiranga (-3,3 pontos percentuais), Jornal do Comércio (-2,6 pontos percentuais) e Theatro São Pedro, com 1,3 pontos percentuais a menos que o resultado obtido no levantamento anterior. Comparando-se as duas tabelas das 10 Mais, percebe-se que entre as marcas que figuram em ambas as listas, apenas duas apresentam índices de preferência maiores que os de lembrança: Jornal do Comércio e Tramontina.
Publicado em 26/03/2018.