Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

América do Sul

Notícia da edição impressa de 21/03/2018. Alterada em 20/03 às 22h37min

Evo Morales busca diálogo com o Chile para obter acesso ao Pacífico

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse estar pronto para discutir opções com o Chile para obter acesso ao Oceano Pacífico, mas afirmou que algumas "oligarquias chilenas" não desejam negociações. Os comentários de Morales foram feitos ontem, em entrevista à Associated Press, depois que advogados bolivianos apresentaram argumentos na Corte Internacional de Justiça, em Haia, na Holanda, em mais uma tentativa do país de recuperar o acesso ao mar.
A Bolívia perdeu sua única costa marítima para o Chile durante uma guerra que durou de 1879 a 1883. A nação exigiu o acesso oceânico por gerações, mas o governo do país vizinho alega que um tratado de 1904 resolveu o problema. À Associated Press, Morales disse que "se há vontade de um diálogo, uma vontade de resolver essa lesão na região, então temos que começar com o diálogo".
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia