Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

América do Sul

Notícia da edição impressa de 09/03/2018. Alterada em 08/03 às 22h37min

Oposição faz nova tentativa de destituir presidente do Peru

Deputados peruanos da oposição apresentaram, nesta quinta-feira, uma nova moção de vacância pela destituição do presidente Pedro Pablo Kuczynski, acusando-o de ter mentido sobre suas ligações com a construtora brasileira Odebrecht. O documento foi assinado por 30 parlamentares. Pelo menos 87 votos são necessários para realizar o impeachment de PPK.
Na semana passada, o ex-dirigente da Odebrecht no Peru Jorge Barata afirmou ao Ministério Público que a construtora fez repasses em caixa-2 para campanhas eleitorais de PPK, de outros três ex-chefes do Executivo do país e da líder opositora Keiko Fujimori. De acordo com Barata, o comitê do presidente recebeu US$ 300 mil da empresa no ano de 2011, quando ele ficou em terceiro lugar.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia