Porto Alegre, terça-feira, 27 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Manifestantes vão às ruas nos EUA para melhor controle da lei do armamento

Atendendo ao convite para marchar pelas nossas vidas, meio milhão de pessoas saíram às ruas dos EUA no sábado (24). A manifestação March For Our Lives foi organizada por sobreviventes e alunos da escola Marjory Stoneman Douglas High School, que sofreu um ataque terrorista de um ex-aluno da escola. Na ocasião, 17 pessoas foram mortas. O protesto reivindica mudanças na lei do armamento nos estados norte-americanos. Em meio aos milhares de manifestantes em Nova Iorque, esteve Paul McCartney, que perdeu há 38 anos o seu colega de banda John Lennon em um atentado com arma de fogo. Já o presidente norte-americano Donald Trump, apesar de pedir ao parlamento mais controles para o fornecimento de armas, não compareceu ao evento. Em sua campanha presidencial, Trump recebe o financiamento do lobby da indústria bélica.
 

FOTO EDUARDO MUNOZ ALVAREZ/AFP PHOTO/JC
26/03/2018 - 20h09min