Porto Alegre, segunda-feira, 26 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Após renúncia de Kuczynski, Vizcarra assume presidência do Peru

Martín Vizcarra tomou posse da presidência do Peru na sexta-feira (23), após o pedido de renúncia de Pedro Pablo Kuczynski, que sofria um processo de impeachment devido a laços com a Odebrecht. Vizcarra, até então vice-presidente, deve ocupar o cargo até o fim do mandato de seu antecessor, em 2021, e assume a três semanas de Lima sediar a Cúpula das Américas. Ele ordenou à Chancelaria que mantenha o ritmo de preparação e afastou o risco de cancelamento. Após receber a faixa presidencial, Vizcarra prestou juramento e fez um discurso de pouco menos de 20 minutos. Nele, reforçou a necessidade de o Peru "virar a página", e afirmou que sua gestão buscará um "pacto social" e o combate à "política de ódio e confrontação". No sábado (24), o ex-presidente Kuczynski foi proibido de deixar o país por 18 meses, enquanto é investigado.
 

FOTO ERNESTO BENAVIDES/AFP/JC
24/03/2018 - 18h09min