Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato paulista

29/03/2018 - 13h54min. Alterada em 29/03 às 14h02min

Na FPF, Carille e Roger dizem que chances de título são iguais para os finalistas

Menos de 12 horas depois de o Corinthians eliminar o São Paulo nas cobranças de pênaltis no jogo de volta da semifinal do Paulistão, na noite de quarta-feira, na arena alvinegra, o técnico Fábio Carille marcou presença no Conselho Técnico realizado pela Federação Paulista de Futebol na manhã desta quinta, em sua sede.
No local, ele ficou lado a lado com Roger Machado, comandante do Palmeiras, rival dos corintianos na decisão cuja partida de ida será neste sábado, às 16h30, em Itaquera.
Durante o encontro, os dois treinadores rejeitaram favoritismo de suas equipes nestas finais e afirmaram que as chances de título são iguais para os dois times - o confronto de volta no qual o campeão estadual será definido foi confirmado para o dia 8 de abril, às 16 horas, no Allianz Parque.
"Não tem time que investiu mais ou menos, quem está jogando melhor. Neste momento tem jogar em casa e fora, com 50% para cada time conquistar o título. Assim como o torcedor está ansioso, nós, profissionais, queremos fazer um grande clássico. E que esses jogos possam mostrar que, por merecimento, quem for melhor seja campeão", afirmou Carille ao ser questionado sobre quem é favorito nesta decisão.
Roger concordou com o treinador alvinegro e disse que não há como prever um resultado antes das duas partidas da final. "Respondo muito pelo alto investimento do clube, mas, independentemente do investimento, de uma equipe em formação, sempre há responsabilidade da conquista do título. Quando duas equipes se enfrentam é 50% para cada lado. Vai depender dos 180 minutos e o que for apresentado", disse o treinador palmeirense
ARBITRAGEM - Também durante o Conselho Técnico realizado nesta quinta-feira, a FPF realizou o sorteio do trio de arbitragem que trabalhará na partida de ida da decisão. O sorteio contou com a participação dos presidentes Maurício Galiotte, do Palmeiras, e Andrés Sanchez, do Corinthians, tiram bolinhas do pote e este processo acabou determinando que Leandro Bizzio Marinho será o juiz que conduzirá o clássico. E ele terá como assistentes Danilo Manis e Miguel Caetano Ribeiro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia