Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

futebol

14/03/2018 - 17h06min. Alterada em 14/03 às 17h06min

De cadeira de rodas, Neymar imita Stephen Hawking

'Você tem que ter uma atitude positiva e tirar o melhor da situação na qual se encontra.', escreveu Neymar, em referência ao cientista Stephen Hawking, morto nesta terça-feira

'Você tem que ter uma atitude positiva e tirar o melhor da situação na qual se encontra.', escreveu Neymar, em referência ao cientista Stephen Hawking, morto nesta terça-feira


FACEBOOK NEYMAR JR./REPRODUÇÃO/JC
Neymar Jr. fez uma "homenagem" a Stephen Hawking, físico inglês morto nesta quarta-feira (14), aos 76 anos, por complicações da esclerose lateral amiotrófica, doença degenerativa com a qual conviveu desde a juventude.
O craque do Paris Saint-Germain publicou uma foto em que aparece ainda na cadeira de rodas, devido à cirurgia para corrigir uma fissura no quinto metatarso do pé direito que aconteceu durante um jogo, e usou uma frase famosa de Hawking. "Você tem que ter uma atitude positiva e tirar o melhor da situação na qual se encontra", escreveu.
Neymar está se recuperando da operação em sua mansão no Rio de Janeiro, o que facilita as visitas da namorada, Bruna Marquezine. Em outra ocasião, ela publicou no Instagram uma foto em que aparece sentada no colo de Neymar em uma cadeira de rodas e brincou: "Rolê no possante novo do Mozão. Amo tua leveza, tua alegria, Neymar. Já, já 'cê' tá 100%. Amém". Informações da Folhapress.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Vinícius Krausz 14/03/2018 18h16min
Considero que essa suposta homenagem do Neymar foi de péssimo gosto, beirando o capacitismo, que é a discriminação dirigida às pessoas com deficiência. Caso essa atitude não tenha partido do Neymar foi da equipe de jornalistas que distorceram o momento para publicar uma matéria tão despropositada como essa.