Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Consumo

19/03/2018 - 17h44min. Alterada em 19/03 às 19h25min

St. Patrick's Day movimenta ruas e pubs de Porto Alegre

Evento no Shopping Total recebeu mais de 12 mil pessoas

Evento no Shopping Total recebeu mais de 12 mil pessoas


MARCO QUINTANA/JC
Paulo Egídio
Milhares de pessoas saíram às ruas ou foram a pubs e restaurantes de Porto Alegre no último sábado (17) para celebrar o Dia de São Patrício. Pelo menos doze festividades ocorreram nos bairros Cidade Baixa, Moinhos de Vento, Floresta, Navegantes e Rio Branco e, ao todo, reuniram cerca de 80 mil pessoas, de acordo com o Escritório de Eventos da Prefeitura.
Na Rua Padre Chagas, que abriga pubs irlandeses e é um ponto de referência na data, a celebração começou por volta das 15h e adentrou a noite e a madrugada. Sem acordo entre os comerciantes e os moradores do local, não houve um evento autorizado pela prefeitura – o que não impediu que o público tomasse conta da via para celebrar Saint Patrick's.
A ausência do evento oficial na rua do bairro Moinhos de Vento acabou por beneficiar os bares da região. Um dos pioneiros a comemorar o dia do padroeiro irlandês em Porto Alegre, o Dublin Irish Pub abriu às 15h e só fechou perto das 5h da madrugada de domingo. Conforme a assistente de marketing Lis Schorn Tópor, o público, que geralmente chega a 300 pessoas aos sábados, triplicou. “Como não houve um evento com música na rua, as pessoas entraram nos bares, o que aumentou nosso movimento”, destaca Lis.
No final da noite, houve um princípio de confusão entre dois grupos de pessoas, identificados com a dupla Grenal, e a Brigada Militar chegou a utilizar bombas de gás lacrimogênio para dissipar a briga.
Sem conseguir licença para realização na Padre Chagas como em 2017, o evento Tô na rua foi transferido para o Shopping Total neste ano. Antiga fábrica de cerveja e tradicional ponto de realização de eventos que tem a bebida maltada como protagonista, o Total recebeu 14 cervejarias artesanais no sábado.
Segundo o gerente geral Carlos Trevisan Junior, entre 12 mil e 15 mil pessoas passaram pelo local das 14h até as 22h, ampliando o movimento do shopping e da praça de alimentação. A ideia, segundo ele, é consolidar a data como mais um evento cervejeiro na Capital. “Vamos ajustar alguns pontos e fazer novamente no ano que vem. É um evento que já está no calendário da cidade”, afirma Trevisan Júnior.
Outro ponto de concentração dos cervejeiros foi a rua 18 de Novembro, no bairro Navegantes, onde a cervejaria Delta promoveu seu evento de celebração a São Patrício. Cerca de duas mil pessoas passaram pelo local e mais de 4 mil litros de chopp foram comercializados – um crescimento de 100% em relação a 2017. Para o gerente comercial da Delta, Rodrigo Cavalheiro, as pessoas já "compraram" a data (St. Patricks) e a entendem como um "ponto de encontro da cerveja”.

Prefeitura supervisiona evento e aposta em crescimento

A prefeitura municipal também faz uma avaliação positiva do Dia de São Patrício. Conforme o coordenador do Escritório de Eventos, Antonio Gornatti, quase todas as cervejarias da Capital participaram de eventos na data. “Porto Alegre é um polo cervejeiro, e toda festa celebrada com cerveja é bem-vinda”, diz Gornatti.
Segundo ele, a aposta é de que a festa em honra ao padroeiro irlandês se torne uma referência ao município, tal qual a Oktoberfest para Blumenau (SC). Para efeito de comparação, a festa catarinense gerou mais de R$ 4 milhões de lucro em 2017. Mesmo com a projeção, Gornatti reconhece que o evento ainda precisa de organização e de encontrar “o local mais adequado” para sua realização.
Durante o sábado, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) atuou na fiscalização do evento na Padre Chagas, efetuando inspeções de alvarás e orientando os proprietários sobre segurança e comercialização de produtos. Dois deles foram autuados por venderem bebida alcoólica fora do estabelecimento e 653 itens ilegais, como latas e garrafas de bebidas, foram apreendidos de vendedores ambulantes.
No dia seguinte, equipes do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) recolheram 16 toneladas de lixo entre as ruas Hilário Ribeiro, Padre Chagas e Florêncio Igartua, no Moinhos de Vento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia