Porto Alegre, domingo, 15 de março de 2020.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Gestão Pública

13/03/2018 - 22h37min. Alterada em 13/03 às 22h35min

Corrupção não é mais tabu, diz Marisol Argueta

Em conferência de imprensa para falar sobre o Fórum Econômico Mundial da América Latina, que começa hoje em São Paulo, a chefe de Estratégia Regional do evento, Marisol Argueta de Barillas, disse que é preciso reconhecer a cooperação internacional entre países contra a corrupção. "O tema da corrupção não é mais tabu, a sociedade civil já não tolera mais a corrupção", disse a diretora, no Palácio dos Bandeirantes, ao lado do governador Geraldo Alckmin e do prefeito João Doria. "É momento importante de reconhecer a cooperação internacional em temas de corrupção."
Em conferência de imprensa para falar sobre o Fórum Econômico Mundial da América Latina, que começa hoje em São Paulo, a chefe de Estratégia Regional do evento, Marisol Argueta de Barillas, disse que é preciso reconhecer a cooperação internacional entre países contra a corrupção. "O tema da corrupção não é mais tabu, a sociedade civil já não tolera mais a corrupção", disse a diretora, no Palácio dos Bandeirantes, ao lado do governador Geraldo Alckmin e do prefeito João Doria. "É momento importante de reconhecer a cooperação internacional em temas de corrupção."
Há "muitos modelos importantes" para seguir na luta contra a corrupção na América Latina, reforçou. "Parte da agenda que vamos tratar é como podemos construir uma agenda de valores para fugir da popularização dogmática que não tem permitido que a América Latina avance", continuou.