Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Mercado Financeiro

12/03/2018 - 18h45min. Alterada em 12/03 às 19h01min

Dólar recua ante rivais enquanto investidores aguardam dados de inflação

O dólar recuou na comparação com suas principais rivais, nesta segunda-feira (12) ao passo em que os investidores aguardam por dados que devem dar maior clareza sobre o ritmo da inflação nos Estados Unidos, após um crescimento salarial menor que o esperado, como indicado pelo relatório de empregos do país na semana passada.
No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar recuava a 106,41 ienes, de 106,85 ienes no fim da tarde de sexta-feira; o euro subia a US$ 1,2336, de US$ 1,2310; e a libra avançava a US$ 1,3903, de US$ 1,3851.
Amanhã, o Departamento do Trabalho dos EUA vai divulgar a inflação ao consumidor e deve confirmar que inflação permanece morna, mesmo que o mercado de trabalho esteja apertado.
O dólar perdeu força na última sexta-feira, após o chamado payroll dos EUA mostrar um aumento salarial de apenas 2,6% em fevereiro ante o mesmo mês do ano passado, abaixo das estimativas do mercado.
Os investidores ficarão atentos a todos os indicadores de inflação e de vendas no varejo antes da reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), a ser concluída no próximo dia 21. Espera-se que o BC eleve os juros e a situação da inflação é muito importante para a decisão.
"Os mercados estão com um pé atrás porque será uma semana cheia de dados nos EUA", disse Paresh Upadhyaya, da Amundi Pioneer Investments. "Nós estamos em um modo de espera."
Na CME, o bitcoin para março fecha em queda de 1,16%, a US$ 8.910,00.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia