Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 09/03/2018. Alterada em 08/03 às 22h36min

Siderúrgicas perdem em um dia R$ 1,78 bilhão

Diante da confirmação da taxação sobre o alumínio, as siderúrgicas com ações negociadas na Bolsa de São Paulo, a B3, lideraram as perdas do Ibovespa e perderam, só nesta quinta-feira, R$ 1,78 bilhão em valor de mercado.
A CSN fechou com recuo de 5,08%, Usiminas caiu 2,13% e Gerdau perdeu 4,18%. A Vale se desvalorizou 3,24%. "O bloco siderúrgico já vinha caindo no mês de março, já precificando um pouco essas medidas", lembrou Fabricio Estagliano, analista-chefe da Walpires Corretora. De fato, o movimento intenso de venda das ações em março fez com que as ações da CSN acumulassem queda de 15,37% no mês, seguida pela Usiminas (-10,14) e pela Gerdau (-3,55) no período.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia