Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 02 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

combustíveis

Alterada em 02/03 às 16h04min

Venda de combustíveis em 2017 no Brasil sobe 0,4%, para 136 bilhões de litros

As vendas de combustíveis no ano passado subiram 0,4%, para 136 bilhões de litros, informou nesta sexta-feira a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A alta foi principalmente puxada pelas vendas de gasolina, que subiram 2,6% no ano passado, para 44,1 bilhões de litros.
Já o diesel teve vendas de 54,7 bilhões de litros, alta de 0,9% em relação a 2016, enquanto o etanol hidratado teve queda de 6,5%, motivada principalmente pela perda de competitividade em relação à gasolina.
As vendas de gás liquefeito de petróleo (GLP) caíram 0,07%, puxadas pela queda de vendas do GLP industrial da ordem de 1,76%, que foi em parte compensada pela alta de 0,58% nas vendas de GLP residencial (gás de cozinha).
As vendas de biodiesel subiram 13,2%, para 4,3 bilhões de litros, enquanto o querosene de aviação teve recuo de 1,9%, para 6,6 bilhões de litros.
A agência informou que no ano passado fez 20.102 ações de fiscalização que resultaram em 3.594 autuações, sendo que apenas 9% estavam relacionadas com a qualidade dos combustíveis.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia