Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Coreia do Norte

Notícia da edição impressa de 28/02/2018. Alterada em 27/02 às 21h42min

Kim Jong-un e seu pai utilizaram passaportes do Brasil nos anos 1990

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e seu pai, Kim Jong-il, já falecido, obtiveram, de maneira fraudulenta, passaportes brasileiros para requisitar vistos para países ocidentais nos anos 1990, afirmaram à agência de notícias Reuters cinco fontes de segurança europeias. O Itamaraty disse que está investigando o caso.
Uma fonte brasileira afirmou que os dois passaportes são documentos legítimos. Eles foram emitidos nos nomes de Josef Pwag e Ijong Tchoie, e usados para requisitar vistos em pelo menos dois países. Não ficou claro se os vistos foram emitidos. Os passaportes podem ter sido usados em viagens para Brasil, Japão e Hong Kong. Ambos possuem um selo que diz "Embaixada do Brasil em Praga" com uma data de emissão de 26 de fevereiro de 1996.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia