Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Segurança pública

Alterada em 28/02 às 12h23min

Turistas fizeram boa avaliação da segurança no Carnaval do RJ

Pesquisa mostra 17% dos estrangeiros consideraram a segurança na cidade ótima e 42%, apenas boa

Pesquisa mostra 17% dos estrangeiros consideraram a segurança na cidade ótima e 42%, apenas boa


CHRISTOPHE SIMON/AFP/JC
Agência Brasil
A segurança no Rio de Janeiro foi bem avaliada por turistas brasileiros e estrangeiros entrevistados no Sambódromo durante o Carnaval, divulgou nesta quarta-feira (28) a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-Rio), que realizou o estudo em parceria com a Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (Riotur).
Segundo a pesquisa, 17% dos turistas estrangeiros, na Marquês de Sapucaí, consideraram a segurança na cidade ótima, e 42%, boa. No caso dos turistas nacionais, 12% avaliaram a segurança como ótima, e 34%, como boa.
A pesquisa entrevistou 536 pessoas nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro, quando houve desfiles das escolas de samba da Série A e do Grupo Especial. Do total de entrevistados, 51% dos eram moradores do Rio de Janeiro, 19% eram turistas estrangeiros e 30%, turistas nacionais.
Entre os turistas estrangeiros, 29% classificou a segurança no Rio como regular, 6% como ruim, e 6% como péssima.
Para quem saiu de outros estados para o Rio, a percepção foi bem diferente: 16% consideraram a segurança péssima e 19%, ruim, enquanto apenas 12% responderam que ela era regular.
Tanto os turistas estrangeiros quanto os brasileiros ficaram, em média, oito dias no Rio de Janeiro. Os paulistas foram o maior grupo (39%) entre os brasileiros, enquanto os norte-americanos (24%) foram os estrangeiros mais presentes no Sambódromo, seguidos pelos portugueses (24%) e pelos argentinos (12%).
Para 95% dos turistas estrangeiros entrevistados, a visita à cidade correspondeu ou superou as expectativas e 95,9% recomendariam a viagem a alguém. Entre os brasileiros, 93,8% afirmam que a visita ao menos correspondeu ao que esperavam, e 97,4% recomendariam o Rio a conhecidos.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia