Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

violência

Alterada em 01/02 às 12h37min

No Rio de Janeiro, Linha Amarela tem novo bloqueio após ataques de criminosos

Agência Brasil
A Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro, que liga as zonas norte e oeste da cidade foi interditada na manhã desta quinta-feira (1°). Ontem o intenso tiroteio resultou na morte de três criminosos, entre eles, um dos líderes do tráfico de drogas da Cidade de Deus, Rodolfo Pereira da Silva. 
Ontem a via expressa foi interditada por três vezes, pela ação de moradores da comunidade, revoltados com a ação da Polícia Militar (PM).  A concessionaria que administra a via fechou as pistas na altura da Cidade de Deus, na chegada à zona oeste, por motivos de segurança, após tiroteio por volta das 8h15 da manhã. 
De acordo com a Polícia Militar, uma viatura que passava pela Linha Amarela foi atacada hoje, por tiros, sem confronto com os criminosos. A PM informou que não realizava operação na comunidade no momento do ataque. O trânsito na via expressa foi totalmente liberado às 8h57min, de acordo com a concessionária Lamsa, que administra a Linha Amarela. O policiamento na Cidade de Deus segue reforçado pela Polícia Militar na parte alta, do conjunto habitacional Gabinal Margarida e, na parte baixa, onde ficam as casas da comunidade.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia