Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Notícia da edição impressa de 01/03/2018. Alterada em 28/02 às 22h45min

Sem Damião, Inter encara o Cianorte

Após dois dias sem treinar, Víctor Cuesta está confirmado na defesa

Após dois dias sem treinar, Víctor Cuesta está confirmado na defesa


/RICARDO DUARTE/INTER/JC
Não são poucos os desfalques que o técnico Odair Hellmann tem para enfrentar o Cianorte, hoje, às 19h15min, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Sem o lesionado William Pottker e o suspenso Nico López, o treinador colorado não terá também Leandro Damião, afastado por uma contratura na coluna cervical. Com isso, Marcinho e Roger estarão entre os titulares na noite de hoje em Porto Alegre.
Por outro lado, Hellmann deverá ter sua dupla de zaga titular. Após dois dias sem treinar, Víctor Cuesta trabalhou normalmente na atividade realizada ontem no estádio Beira-Rio e estará ao lado de Klaus no setor defensivo. Iago está de volta à lateral-esquerda. Já o seu reserva imediato, Uendel, voltou a sentir dores no púbis e não foi relacionado para encarar os paranaenses.
Sem contar com Damião, que marcou na última partida pela Copa do Brasil, diante do Remo, dando fim ao jejum de gols, Roger é o escolhido para comandar o ataque do time. Já para o lado esquerdo na linha de três no meio, Patrick e D'Alessandro ganham a companhia do jovem Marcinho. Ele entrou muito bem na partida diante do São Luiz, pelo Gauchão, e sofreu um pênalti não marcado pela arbitragem. Assim, a escalação colorada para o confronto com os paranaenses deverá ter Marcelo Lomba; Dudu, Klaus, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Marcinho, D'Alessandro e Patrick; Roger.
Em relação ao adversário, Hellmann espera um time organizado e fechado defensivamente. "Não quero usar a palavra 'retrancado'. Me parece que é um conceito, não uma retranca. Assisti a alguns jogos do Cianorte. Precisamos ter paciência, isso não pode ser confundido com lentidão. Não podemos só girar a bola de um lado para o outro, eles são organizados no setor defensivo", analisou o treinador.
Sobre os substitutos de Damião e Pottker/Nico, Hellmann espera que eles repitam o que foi treinado, dentro dos limites e das diferenças de cada jogador. "O Marcinho é um jogador de velocidade, que rompe a marcação. É o jogador que mais se aproxima do Pottker no que diz respeito à movimentação. Já o Roger vem de um processo. Ele vem de uma quimioterapia, fez um tratamento forte. Ele está dando 110% e irá recuperar seu potencial", acrescentou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia