Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 24 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Gaúcho

24/02/2018 - 21h45min. Alterada em 24/02 às 21h54min

Grêmio bate Novo Hamburgo e respira no Gauchão

Gol relâmpago que quebrou recorde e final da seca do centroavante Jael marcaram jogo

Gol relâmpago que quebrou recorde e final da seca do centroavante Jael marcaram jogo


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Com direito a um gol relâmpago que quebrou recorde e final da seca do centroavante Jael, que ainda deu duas assistências, o Grêmio derrotou o Novo Hamburgo por 3 a 0, neste sábado (24), na Arena Grêmio, em Porto Alegre, pela nona rodada, e respirou no Campeonato Gaúcho.
O resultado positivo alivia a pressão no Estadual, pois tira o time do técnico Renato Gaúcho da lanterna. Agora, o Grêmio ocupa a nona colocação com sete pontos, à frente do próprio Novo Hamburgo, empurrado para a zona de rebaixamento, na penúltima posição, com um ponto a menos. Faltando três jogos para o final da primeira fase, a equipe tricolor pode até pensar em classificação às quartas de final, já que tem apenas um ponto a menos que o Cruzeiro, primeiro dentro da zona de classificação.
O jovem Thonny Anderson, que veio do Cruzeiro para o Grêmio em troca envolvendo o meia Alisson e o lateral-direito Edilson, entrou para a história da Arena Grêmio ao marcar aos 24 segundos o gol mais rápido do estádio, inaugurado em 2012. Antes, a marca pertencia ao equatoriano Miller Bolaños, que não está mais no clube gaúcho.
O segundo gol, também marcado no primeiro tempo, saiu dos pés de Michel, completando passe do centroavante Jael, que deixou o dele de pênalti, no final da partida, para marcar o seu primeiro gol com a camisa gremista depois de 24 jogos e por fim ao jejum de gols que durou quase um ano.
Com a bola rolando, o gol relâmpago de Thonny Anderson, concluindo com categoria, de esquerda, no contrapé do goleiro, facilitou muito o caminho do time da casa para a vitória, tanto que praticamente não foi ameaçado pelo Novo Hamburgo no primeiro tempo e ainda fez o segundo aos 34 minutos, com Michel.
Na etapa final, com a boa vantagem, o Grêmio tirou o pé e se mostrou satisfeito com os dois gols de vantagem. No entanto, no final, Maicosuel foi derrubado dentro da área. Jael converteu a cobrança, marcou seu primeiro gol desde que chegou ao clube e sacramentou a vitória que alivia as cobranças e dá moral para a estreia na Copa Libertadores.
O Grêmio só volta a campo pelo Campeonato Gaúcho no próximo domingo, dia 4 de março, contra o Juventude, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS), pela 10.ª rodada da competição. Antes, o atual campeão da Libertadores estreia nesta terça-feira no torneio continental contra o Defensor, em Montevidéu, no Uruguai.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia