Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 17 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

Olimpíadas de Inverno

Alterada em 17/02 às 13h43min

Norueguesa vence no esqui cross-country e iguala recorde olímpico de medalhas

Da esquerda para a direito: Ingvild Flugstad Oestberg, Astrid Uhrenholdt Jacobsen, Ragnhild Haga e Marit Bjorgen celebram a medalha de ouro

Da esquerda para a direito: Ingvild Flugstad Oestberg, Astrid Uhrenholdt Jacobsen, Ragnhild Haga e Marit Bjorgen celebram a medalha de ouro


CHRISTOF STACHE/AFP/JC
A norueguesa Marit Bjoergen, de 37 anos, venceu neste sábado a prova do esqui cross-country, no revezamento 4x5km feminino, nos Jogos de Pyeongchang e igualou o recorde de medalhas das Olimpíadas de Inverno.
Com o feito, ela alcançou seu 13º pódio e chegou à mesma marca da compatriota Ole Einar Bjoerndalen. O ouro neste sábado (17) veio com a ajuda de Ingvild Flugstad Oestberg, Astrid Uhrenholdt Jacobsen e Ragnhild Haga. A Noruega completou a prova em 51m24s3. A prata foi para a Suécia e o bronze para a Rússia.
Foi a terceira medalha de Bjoergen em Pyeongchang. Ela já havia conquistado a prata no 7,5km sprint + 7,5km esquiatlo e o bronze nos 10km. O norueguesa está em sua quinta Olimpíada. No total, coleciona sete medalhas de ouro, quatro de prata e duas de bronze.
Ela ainda tem a chance de se tornar a recordista absoluta de medalhas, pois vai competir em duas provas nos Jogos de Pyeongchang. Bjoergen disputará o esqui cross-country sprint por equipe, que acontecerá na quarta-feira, e o 30km esqui cross-country mass start, que ocorrerá no dia 25.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia