Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Alterada em 15/02 às 23h48min

São Paulo se acerta no intervalo, bate o CSA e avança à 3ª fase da Copa do Brasil

Em dois tempos, o São Paulo apresentou posturas completamente diferentes e, depois de começar apático, voltou decisivo para a segunda etapa e bateu o CSA por 2 a 0, nesta quinta-feira, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O resultado leva o clube tricolor para a terceira fase da Copa do Brasil. O próximo rival será o CRB, outro time alagoano, que bateu fora de casa o Novo Hamburgo nos pênaltis por 4 a 3, após empate por 1 a 1 no tempo normal.
A lentidão do primeiro tempo preocupou o torcedor e o clima ficou tenso no estádio. O São Paulo até tentou criar espaços e articular jogadas ofensivas, mas faltava criatividade e agilidade para passar da marcação do CSA. Os mandantes foram superiores na primeira metade mesmo com menos posse de bola e mostraram oportunismo, abusando dos chutes de fora da área. Rafinha, Talisson e Leandro Kivel quase surpreenderam o goleiro Sidão.
Enquanto isso, vaias para os tricolores. No time do técnico Dorival Junior, a bola demorava para passar do setor defensivo para o meio de campo. Com mais posse de bola, o São Paulo apostou nas jogadas pelas pontas e as poucas boas oportunidades da primeira etapa surgiam pela direita.
Mais rápido na volta do intervalo, o São Paulo deixou o seu torcedor mais tranquilo já no início do segundo tempo, quando Marcos Guilherme, depois de triangulação com o meia peruano Cueva pela direita, achou Nenê sozinho na frente do goleiro, que fez 1 a 0, aos 3 minutos.
O time tricolor continuou pressionando, Diego Souza tentou de fora da área, Hudson e Jucilei tentavam conduzir contra-ataques, mas foi o lateral-esquerdo Reinaldo quem lançou para Diego Souza Dentro da área, o atacante foi derrubado pelo goleiro Mota e o árbitro marcou pênalti. Aos 16 minutos, Cueva converteu.
Com a vantagem, o São Paulo puxou o freio e o jogo voltou a esfriar. Dorival Junior promoveu a estreia do meia-atacante Valdívia em busca de mais velocidade, mas o jogo continuou fechado no meio de campo, enquanto que os mandantes tentavam correr atrás do prejuízo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia