Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

indústria automotiva

Alterada em 06/02 às 12h16min

Produção de veículos cresce 24,6% em janeiro ante janeiro de 2017, diz Anfavea

Os veículos leves representam mais de 90% do setor

Os veículos leves representam mais de 90% do setor


FREDY VIEIRA/JC
As fabricantes de veículos instaladas no Brasil terminaram janeiro com a produção de 216,8 mil unidades, alta de 24,6% em relação a igual mês do ano passado e de 1,5% na comparação com dezembro, mostra balanço divulgado nesta terça-feira (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).
Os chamados veículos leves, que somam os segmentos de automóveis e comerciais leves e representam mais de 90% do setor, atingiram 207,9 mil unidades produzidas no primeiro mês de 2018, crescimento de 23,4% em relação a igual mês do ano passado e de 1,5% ante o volume de dezembro.
Entre os pesados, foram 7,04 mil caminhões produzidos em janeiro, expansão de 57,2% ante igual mês de 2017, mas retração de 5,3% sobre o resultado de dezembro. No caso dos ônibus, as montadoras produziram 1,8 mil unidades no primeiro mês do ano, avanço de 70,1% sobre o resultado de igual mês do ano passado e de 37,5% em relação ao mês anterior.
Com o aumento na produção, as montadoras seguem criando vagas. Em janeiro, as contratações superaram as demissões nas montadoras e levaram à geração de 676 postos de trabalho.
Considerando os últimos 12 meses, o saldo também é positivo, com a criação de 2.018 vagas. Com isso, o setor conta hoje com 128.951 funcionários, alta de 1,7% em relação ao nível de janeiro do ano passado.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia